fbpx
Dicas

Quais os tipos de taças no mercado? Escolha a ideal!

20 de abril de 2019
tipos de taças

Diante dos diferentes tipos de taças existentes no mercado, muitas vezes escolher o modelo perfeito para compor a mesa do almoço ou do jantar pode parecer uma tarefa complicada, concorda? Afinal, cada peça é utilizada para servir uma bebida específica, o que pode alterar ou não o sabor e o aroma delas.

Mas, ao conhecer as principais diferenças entre os tipos de taças encontradas em lojas de todo o país, você vai descobrir que escolher as ideais para as diversas situações do cotidiano não é mais uma missão impossível.

Então, continue a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Taça de água

A água é uma bebida que não chega a sofrer alterações enquanto permanece na mesa de um almoço ou jantar. Portanto, a taça precisa apenas mantê-la gelada ou na temperatura ambiente. Ela é sempre grande e costuma ser feita em vidro ou cristal.

Taça de vinho tinto

Em geral, a taça de vinho tem o bojo largo, a fim de manter o líquido em contato com o oxigênio, o que realça seus nobres aromas e sabores. No entanto, para que o processo de oxigenação aconteça de maneira adequada, você deve preenchê-la com somente 1/3 do vinho a cada servida.

Os vinhos tintos são recomendados para acompanhar carnes vermelhas, massas e peixes de sabores mais intensos, como o bacalhau. Então, se há dúvidas na hora de preparar o menu, que tal preparar um saboroso prato de escondidinho de bacalhau? Fácil de fazer e delicioso de comer!

Vinho Bordeaux

As taças Bordeaux abrigam vinhos mais encorpados e ricos em tanino e, por isso, têm o bojo grande com a borda ligeiramente mais fechada. Desse modo, os sabores e aromas das uvas Cabernet e Sauvignon não são desperdiçados!

Vinho Borgonha

Como os vinhos da região de Borgonha, na França, são feitos com a uva Pinot Noir, o recomendado é que a taça tenha formato balão (bojo maior que a taça Bordeaux) para que haja mais contato com o oxigênio. Assim, o buquê é liberado mais rapidamente.

Taça de vinho branco

O vinho branco deve ser servido gelado, diferentemente do tinto, cuja temperatura é sempre ambiente. Por isso, ela é menor e mais curta que as outras, a fim de que haja menos troca de calor, o que evita que o líquido esquente. A boca da taça é menor, pois, ao tocar a língua, a bebida não perde a acidez e a doçura. Aproveite para oferecer o vinho branco ao servir carnes brancas (aves e peixes), saladas variadas ou, ainda, tortas e quiches!

Taça de vinho rosê

Você sabia que os vinhos rosados têm o tanino dos tintos e o aroma leve dos brancos? Sendo assim, a taça de vinho rosê é menor que a taça de vinho branco, porém apresenta o bojo maior. O objetivo é acentuar a acidez, mas sem perder a doçura característica desse tipo de bebida. Por ser considerado uma bebida de sabor mais leve, o vinho rosê acompanha muito bem os pratos que também não são pesados, como uma irresistível torta cremosa de presunto e queijo!

Taça de vinho do Porto

O vinho do Porto tem como principal característica o sabor doce mais pronunciado se comparado aos vinhos tintos tradicionais, devido ao processo de fermentação incompleto. Apesar disso, ele costuma ser servido em uma taça similar a do tinto, porém de tamanho menor, a fim de que seja degustado em pequenas doses. É costume servi-lo junto à sobremesa. O pudim que não vai ao forno costuma ser uma ótima opção de sobremesa para acompanhar uma bela taça de vinho do Porto!

Taça de licor

Apesar de o licor ser uma bebida doce e consistente, ele agrada os mais exigentes paladares, pois pode ser feito em diversos sabores (amêndoas, menta, café, chocolate etc). O recomendado é servi-lo nas taças para vinho do Porto e deve ser consumido em pequenos goles logo após as refeições, mas antes do café que antecipa a saída dos convidados.

Taça de espumante

A fim de proteger do calor das mãos, tanto o espumante quanto o champanhe propriamente dito precisam ser servidos em taças que ostentem alças longas. Também conhecidas como flûte, o modelo tem o corpo alongado e a boca estreita, o que permite a visualização das borbulhas, além de preservar a acidez, o aroma, o gosto e a efervescência da bebida. Em geral, o espumante é servido no momento de celebrar datas especiais, seguido de vários brindes entre todos os convidados!

Taça de coquetel

Normalmente, o coquetel é servido antes das refeições e acompanhado de pequenas entradas, como os canapés. E para que a bebida seja oferecida de modo correto, é preciso distribuí-la em uma taça, cujo formato lembra a letra Y, com haste longa e boca larga. O toque de elegância fica por conta da azeitona verde ou da cereja colocada no fundo da taça, no caso de a bebida ser o Martini seco ou suave!

Taça de conhaque

Conhecida também como balloon snifter, a taça de conhaque tem o bojo largo e a boca estreita, o que permite o contato direto com o oxigênio, liberando, assim, os típicos aromas frutados e amadeirados da bebida. Outra característica é a haste curta, cuja finalidade é fazer com que as mãos mantenham o conhaque aquecido, diferentemente de outras bebidas.

Taça de margarita

A taça para margarita é dividida em duas partes, sendo a de cima bem larga e a de baixo extremamente estreita. Conhecido também como taça coupette, o utensílio pode ser usado para servir os refrescantes frozens em reuniões de amigos. Se for usá-la com a margarita, decore a borda com sal!

Ao seguir as dicas que trouxemos no post sobre os tipos de taças que existem no mercado, você vai perceber que não há mistério algum em saber escolher o modelo ideal para cada bebida ou situação. Apenas lembre-se de adquirir as taças em lugares que ofereçam qualidade e bons preços acima de tudo!

Se você gostou do artigo, assine a newsletter das Lojas Giga e receba todas as novidades que estamos sempre preparando para você!

Você pode gostar também

Sem comentário

Deixe seu comentário