fbpx
Dicas

A‌ ‌importância‌ ‌de‌ ‌brincar‌ ‌com‌ ‌os‌ ‌filhos‌

7 de outubro de 2019

“Quer brincar?” Quem tem criança em casa sabe que essa é uma das frases mais comuns de se ouvir. Por conta da rotina corrida, muitas vezes acabamos deixando a brincadeira para depois. Afinal, já trabalhamos o dia inteiro, e o cansaço fala mais alto. Entretanto, para as crianças, o brincar vai muito além de apenas diversão. Os benefícios são maiores do que você imagina!

A importância do brincar

A brincadeira é a linguagem das crianças. É a ferramenta que usam para compreender o mundo e como ele funciona. Além disso, também desenvolve uma grande quantidade de habilidades que serão extremamente importantes para elas quando crescerem, como empatia, confiança e atenção, por exemplo.

Quando seu filho está montando um quebra-cabeça, ele está desenvolvendo o pensamento crítico, ao analisar que peça pode ou não ir em qual lugar. Também está trabalhando a resiliência – se uma peça não encaixa, é preciso tentar novamente, de outra forma – e, se estiver em um grupo, está aprendendo a como colaborar e respeitar os outros. 

Tudo isso de uma atividade simples como unir as peças para montar uma figura. Legal, não é?

Além de ajudar a criança a enfrentar desafios, encontrar soluções e desenvolver habilidades essenciais para a vida em sociedade, o ato de brincar também traz benefícios à saúde do seu filho, tanto física quanto mental. Principalmente se você participa deste momento.

Como participar das brincadeiras?

Sabemos que com o dia corrido, nem sempre você se anima para brincar com o seu filho. Por isso, nós temos uma dica para você: não se preocupe tanto.

Como adultos, acabamos trazendo regras demais para as brincadeiras, querendo que tudo funcione de maneira x ou y. Vemos o brincar com os filhos como um dever, e não como um momento de diversão. 

Faça um teste: tente deixar seu filho “brincar livre”, ou seja, dominar a brincadeira e decidir como ela irá funcionar. Acompanhe e entre no momento, sem se preocupar se está certo ou errado. Tente desligar um pouco o seu “cérebro de adulto” e apenas se divertir. Com certeza, o tempo irá passar voando!

Se, mesmo assim, o tempo para brincar com seu pequeno é curto, não se preocupe! De acordo com estudos, 15 minutinhos que você reserva para isso por dia já são o suficiente para fazer muita diferença no desenvolvimento.

Nada de exagerar

Brincar com os filhos é muito importante, mas é preciso tomar cuidado para que sua participação não limite o momento de diversão e aprendizado. 

Outro erro que nós, adultos, costumamos cometer durante a brincadeira: pedimos para a criança correr mais devagar, ou parar de pular, por medo que ela se machuque. Entretanto, é fazendo essas atividades – e, muitas vezes, por que não, caindo e ralando o joelho – que a criança começa a entender seu próprio corpo e o que ela consegue fazer com ele. 

Além disso, ela aprende que não tem problema em cair, desde que se levante e tente de novo, uma lição que ficará com ela para o resto da vida!

Com tudo isso de benefício, ficou mais fácil para se animar e brincar com os seus filhos, não é? Tente abrir mão de alguns minutos por dia para se divertir com ele, seja com jogos, brinquedos, ou a boa e velha imaginação, e você com certeza verá a diferença que irá fazer! 

 

Você pode gostar também

Sem comentário

Deixe seu comentário